sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Gente Normal (crónica)


Barlavento, de 11 de Novembro de 2010

2 comentários:

Luisa disse...

De vez em quando, apetece-me saber de ti e dou por mim a "navegar na net" para te encontrar. Leio tudo, ou quase tudo, o que escreves, mas não faço comentários, prefiro ver-te livre, sem a pressão de opiniões que poderiam, de qualquer forma, influenciar a tua maneira apaixonada e irreverente mas sincera de ver o mundo e as pessoas. Mas hoje foi diferente. Hoje, ao ler o que escreveste já há alguns dias (quase um mês),apeteceu-me comentar e dizer que fiquei vaidosa, pois senti que, talvez por ser da família e ter presenciado alguns dos momentos da tua vida que fazes referência e de também gostar das letras e da escrita, tenha contribuído um pouquinho para para essa tua vocação (sim, porque é de vocação que se trata). Que grande pretensão a minha, não achas? de qualquer forma, sinto-me recompensada por ter o mesmo sangue a correr nas veias.

Parabéns!Continua
Um beijunho para ti
Luisa
Ps. Não sei se irás ler este meu comentário, mas foi bom fazê-lo

Nuno Andrade Ferreira disse...

Eu acho que vocês estão todos muito equivocados em relação a uma série de coisas a meu respeito.

A forma como eu escrevo é uma delas.